Categorias
Artigos

MECHAS – Faça seu próprio robô gigante

Olá. Antes eu comentei acerca dos defeitos do sistema e apontei as maiores duvidas dos jogadores que pretendem mestrar suas aventuras usando Mechas. Agora chegou a hora ver o outro lado da história.

Jogos de Ficção não são populares. Não irei entrar em discussões sobre como e porque isso ocorre, mas infelizmente esta é uma triste verdade. Triste pois muitos aficionados passam a sofrer com as dificuldades em encontrar material e tal busca em português é praticamente impossível.

Gurps Cyberpunk, Cyberpunk 2020, Millenia, Gurps Viagem Espacial e tantos outros títulos simplesmente não pegaram, o que é uma pena, já que eram títulos muito bons. Jogos importados como Star Trek, Babylon 5, Star Wars, possuem seu público fiel, mas não chegam nem perto da quantidade de adeptos que o gênero Terror/Horror.

Já com os Mechas o assunto fica ainda mais grave. Ícones dos animes e mangás e com milhares de adeptos, apenas alguns poucos realmente estão interessados em jogar com mechas e as desculpas são as mais variadas possíveis. Variadas demais para caberem aqui. Alguns sistemas procuraram criar jogos com este tipo de ambientação, dentre os mais conhecidos estão Gurps Mecha, Jovian Chronicles, Mekton, Mechwarrior, Rifts, Fuzion, Tri-Stat (o sistema do BESM original), GEM, Mecha d20, Mecha Cruzade e muitos outros. Todos importados.

Em português, um dos primeiros a lidar com o tema é o Defensores de Tóquio Original. Seu sistema era (e ainda é) tão prático que tornava possível criar robos gigantes usando os mesmo dados utilizados para um personagem comum. Com o avanço do sistema (AD&T, 3D&T e 3D&T Turbo), esta possibilidade continuou imutável, tornando o 3D&T a melhor opção para quem desejasse jogar com Robôs Gigantes sem levar muito em conta o realismo.

Mas o primeiro sistema a levar em conta o realismo dos Mechas e o pioneiro nacional exclusivo sobre o assunto é o Netbook Mecha e o Anime RPG, da Editora Daemon. O sistema utilizado permite a criação de gigantes ou armaduras de combate de incrível poder, sem a perda de jogabilidade em mesa. Uma série de cuidados foram tomadas de forma a permitir que uma aventura com Mechas possa ser rolada sem maiores problemas e com o máximo de liberdade. Infelizmente, como tudo o que é novo e revolucionário, o Anime não escapa de ter alguns problemas, mas muito fáceis de resolverem.

Eu já apontei em uma resenha anterior os defeitos do sistema, mas nenhuma delas é tão grave quanto à crítica a respeito da dificuldade em se construir robôs com o sistema adotado no Anime RPG. Para mostrar a inveracidade disto, preparei uma serie de comentários onde lidaremos com estas regras, permitindo o manuseio e facilitando a vida dos futuros mestres e jogadores deste tipo de ambientação. Agora vejamos suas qualidades partindo do básico.

Vale ressaltar que tudo o que será dito a partir de agora devem ser vistos como resenha, devendo-se respeitar os direitos de seus autores.

O QUE É MECHA E QUAL A DIFERENÇA NA VERSÃO ANIME RPG?

A palavra Mecha deriva do termo Mechanical ou Mechanic e Mechanism, que em inglês quer dizer Máquinas ou Mecanismo. No ocidente, o termo Mecha foi dado para representar os Robôs Gigantes dos animes, mangas, filmes e seriados japoneses, porém no Japão, o termo é utilizado para designar qualquer tipo de equipamento de origem mecânica, seja ele um tipo de armamento, armadura, carro, tanque, aeronave, espaçonave ou robô.

O Anime RPG adotou a versão ocidental do termo, ou seja, ele lida exclusivamente com robôs e armaduras, deixando o restante de lado. Porém ele possui agradáveis exceções.

A parte ruim do sistema Anime RPG para Mechas é que ele não permite a criação de qualquer tipo de veículo. Por ser um Módulo Básico para jogos do estilo Anime e Mangá, muitas regras tiveram que ser tratadas, como os poderes e técnicas especiais (Yu Yu Hakushô, Dragon Ball) e regras para Mascotes (Pokemon, Digimon, Medabots) por exemplo, sob um ponto de vista mais realista e menos exagerado (a verdadeira qualidade e função do jogo), que as regras complementares acabaram ficando de fora, vindo a serem apresentadas em futuros suplementos.

Já a boa noticia é que isto não altera em praticamente nada o jogo. Com o Anime RPG é possível construir robôs no melhor estilo Robotech/Macross (os Destroids, na versão americana ou Battoids, na versão japonesa) e conseqüentemente é a melhor versão para jogos do estilo Battletech, jogo este para o qual é fortemente recomendado por ser mais simples, prático e fácil. Outros animes que entram no estilo adotado pelo Anime RPG são: Gundam, Patlabor, Votoms e outros do gênero. Armaduras de combate também são possíveis de serem obtidas com estas regras, como as armaduras das Knight Sabers (Bubblebun Crisis), os trajes de combate dos Starship Troopers (que não é anime, mas quem se importa) ou até mesmo a armadura do Jaspion, no melhor estilo Tokusatsu.

Vale notar também que, por causa da falta de regras mais detalhadas para veículos, ficam de fora também as regras de transformação. Mas cuidado, isto não é um conceito geral.

Com tudo isto em mente, vamos lá.

CONSTRUÇÃO DE MECHAS

A Montagem de Mechas com o Anime RPG é bem simples. Podemos separa-los em Cinco Partes: Dimensões, Peso, Armamento, Equipamento&Acessórios e Extras. Feito isto, você terá em mãos um gigante cuja jogabilidade será a mesma que teria um personagem comum. Neste capítulo, vamos lidar com as Dimensões e Peso.

DIMENSÕES

É importante que, antes de tudo, você tenha uma boa idéia sobre como será o seu Robô. Faça uma descrição sobre suas formas, numero de tripulantes e quantidade de passageiros. E mantenha uma descrição sobre que tipo de equipamento pretende colocar nele. Visualize o robô que deseja construir.

Defina sua altura: Esta é a etapa mais importante, pois será daqui que iremos montar o restante.
Defina a Largura: Multiplique altura por 0.5. caso seu Robô seja mais magro ou mais gordo, altere o valor por 0.3 ou por 1.
Defina a Profundidade: Profundidade aqui para quem não compreendeu, é o Robô visto de lado, o seu perfil. Para obter este valor, multiplique a altura por 0.33. Da mesma forma que a largura, se achar que o resultado não confere com o Robô que imaginou, modifique o cálculo por outro como 0.5 ou 1 por exemplo.

Ao final do processo, seguindo o padrão você terá definido suas dimensões: A altura, largura e profundidade do Mecha. Estes valores são definitivos e não mais se alteram, pelo menos não por enquanto.

O sistema lhe dá total liberdade para alterar os valores como bem preferir. Caso não deseje seguir o procedimento padrão (1 x 0.5 x 0.33), você pode alterar estes valores ou simplesmente ignora-los, definindo livremente os valores que desejar para o seu mecha. Isso ira fazer com que tenha em mãos os mais variados tipos de robôs, com uma grande diversidade de tamanhos e formas diferentes. Esta é uma etapa onde a criatividade é quem realmente manda, a regra só existe para facilitar sua vida.

PESO TEÓRICO

Com as dimensões definidas, chegamos a parte mais importante de todo o processo envolvendo a construção de Robôs com o Anime RPG: O Peso Teórico.

O Peso Teórico é a verdadeira base em que a construção de mechas esta baseada. Ela funciona como uma espécie de pontuação na qual será adquirida todas as demais peças que compõem o Mecha.

O princípio aqui é bastante simples: Cada peça de equipamento, armamento ou característica descrita no Anime RPG para Mechas possui um valor de Peso, seja ela em Quilos ou Toneladas. Estes valores devem ser subtraídos do Peso Teórico até que este valor chegue a zero. Só isto.

Para definir o Peso Teórico, será preciso dois fatores:

– O primeiro deles são as dimensões que definimos acima. Simplesmente multiplique todos os valores (altura x largura x profundidade). Este será o seu valor de Dimensão.

– O segundo é Tipo de Tonelagem. A Tonelagem é definida a partir do seguinte procedimento

Leve: Menos robustos, com menor blindagem e resistência, porém são ágeis e velozes.
Médio: O padrão entre os mechas. Possuem boa resistência e capacidade de blindagem.
Pesado: Fortes e robustos, possuem uma grande capacidade de carga, e blindagem, apesar de serem lentos e desajeitados.

O Tipo de Tonelagem é um valor que será multiplicado após a definição das Dimensões do Mecha. Os valores de multiplicação são estes: Leve: x200; Médio: x300; Pesado: x400. Quanto maior e mais pesado, mais poderoso será o seu mecha, porém maior será também os problemas a serem enfrentados com ele.

Multiplique o resultado final do cálculo de dimensões pelo tipo de tonelagem escolhido. O resultado final será o seu Peso Teórico.

FINALIZANDO

Como podem ter percebido, não existe segredo algum, basta apenas ter um pouco de vontade. Muita gente não gosta destas operações. Uma grande bobagem se me permitem dizer. Todo este procedimento toma menos que 10 minutos ou mais se estiver se concentrando bem na visualização do Mecha em sua mente. Quanto aos cálculos, estes são tão simples e básicos que leva menos de cinco minutos para tudo esteja feito e colocados devidamente em seus lugares.

Agora mostre que é um bom player e pegue a ficha que esta no livro (ou baixe-a no site da Editora Daemon) e preenche-a com os dados que obteve.

Por enquanto é só. Mais tarde, comentaremos sobre Velocidades, Potência e Equipamentos. E lembre-se: Jogar com Robôs é mais fácil do que imagina. Mas caso esteja com pressa, ora para quê esperar. Pegue seu Anime RPG e siga em frente.

Por Mágico