Categorias
Artigos

O Diabo de Ossos

O flagelo da humanidade e do cosmos, os diabos são seres extra-planares dos Nove Infernos do Baator, um reino Leal e Mau. Diabos adoram atormentar aqueles que são mais fracos que eles e normalmente atacam criaturas boas apenas para colecionar um troféu ou três. Os diabos mais poderosos se ocupam com planos para usurpar poder, destruir civilizações e infligir sofrimento nos mortais.

Muitos diabos são envolvidos por uma aura de medo, que eles usam para dividir grupos poderosos e vencer seus oponentes um a um. Diabos com habilidades similares a magias usam seus poderes de ilusão para iludir e confundir seus inimigos tanto quanto puderem. Um truque favorito deles é criar reforços ilusórios: os inimigos não podem ter certeza de que a ameaça está apenas em suas mentes ou se há outros diabos invocados e reais juntando-se ao combate.

Os diabos mais numerosos são os baatezu, infames por sua força, temperamento maligno e uma organização impiedosamente eficiente. Os baatezu têm um rígido sistema de castas, no qual a autoridade não deriva apenas do poder mas também do posto. Eles se ocupam principalmente em estender sua influência através dos planos corrompendo mortais. Os baatezu que auxiliam neste objetivo normalmente são recompensados com promoções de posto.

Características dos Baatezu: um baatezu tem as seguintes características (exceto quando algo diferente for informado na ficha da criatura):
– Imunidade a fogo e veneno.
– Resistência +10 contra ácido e frio.
– Ver no Escuro: Todos os baatezu podem ver perfeitamente em qualquer tipo de escuridão, mesmo aquela criada pela magia Escuridão Profunda.
– Invocar: Os baatezu têm a habilidade de invocar outros de sua raça (a chance de sucesso e o tipo de baatezu invocado estão especificados na descrição de cada monstro).
– Telepatia.

Exceto quando informado de maneira diferente, diabos falam Infernal, Celestial e Dracônico.

PVs/Tamanho: 48/Grande
FR 8, CON 7, DEX 3, AGI 4,
INT 4, WILL 4, PER 4, CAR 0
Movimentação: 12 casas (solo)
Ataques: Garras x1 (Heróico [+6]) dano 1d6+8
Defesa/Iniciativa: 11 / +3
Ambiente: Qualquer
Organização: solitário.

Esta criatura alta parece esquelética e sofrida, quase uma casca de forma humanóide , com pele ressecada esticada de tal forma a contornar e enfatizar cada osso. Ele tem uma terrível cabeça em forma de crânio e uma cauda semelhante à do escorpião, e um odor desagradável de podridão permeia o ar à sua volta.

Os diabos de ossos, também chamados Osyluths, freqüentemente servem como policiais e informantes nos Nove Infernos, monitorando as atividades de outros diabos e fazendo relatórios de seu serviço.
Os diabos de ossos têm aproximadamente 2,7m de altura e pesam 250 Kg.

Combate
Os diabos de ossos detestam todas as outras criaturas e atacam sem piedade. Eles usam continuamente sua Muralha de Gelo para dividir seus inimigos.
As armas naturais de um diabo de ossos, bem como as armas que ele usa, são consideradas como tendo tendência Leal e Má para efeito de atravessar redução de dano.

Aura de medo: Diabos de ossos podem emitir uma aura de medo de 1,5m de raio como ação livre. Criaturas afetadas devem ser bem sucedidas em um teste de resistência de WILL vs 11 ou sofrerem os efeitos de uma magia de Medo. Uma criatura que obtenha sucesso no teste não pode ser afetada novamente por aquele mesmo diabo de ossos por 24 horas. Outros baatezu são imunes à aura.

Veneno: Ferimento, teste de resistência de CON versus dificuldade 12, dano primário 1d6 FR, dano secundário 2d6 FR.

Habilidades Similares a Magias: Sem limite – Teletransporte Aprimorado (somente o próprio mais 25 Kg de objetos), Âncora Dimensional, Vôo, Invisibilidade (somente o próprio), Imagem Maior e Muralha de Gelo.

Invocar Baatezu: Uma vez por dia, um diabo de ossos pode tentar invocar 2d6 lêmures com 1/2 de chance de sucesso, ou outro diabo de ossos com 1/3 de chance de sucesso.